DÓLAR OURO PETRÓLEO B3 05/05 POWELL ARREGA E INVESTIDOR FAZ FESTA

XAU/USD__________1900,91_____EUR/USD_______1,06151
XAG/USD__________23,136_____GPB/USD________1.25592  USOIL_____________107,685_____USD/BRL_______5,02980
UKOIL____________110,763______USD/ILS_______3,34790
COBRE____________4.41851_____USD/CHF_______0,97302

Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira, refletindo a disparada das bolsas americanas após a decisão de política monetária do Federal Reserve e do discurso mais leve do que o esperado do presidente da autarquia, Jerome Powell, e à espera do anúncio da taxa de juros no Brasil.

O índice de referência da Bolsa de Valores de São Paulo subiu 1,70%, a 108.343 pontos, revertendo queda e seguindo a aceleração das bolsas americanas. O S&P500 fechou na maior alta em dois anos, de 2,99%. O Dow Jones subiu 2,82% e o Nasdaq 100, 3,41%.

A sessão das bolsas nesta quarta-feira foi marcada pela volatilidade, devido à decisão da taxa de juros básica nos EUA e o Copom decidiu, por unanimidade, elevar a taxa básica de juros em 1,00 ponto percentual, para 12,75% a.a.

VIVENDO PERIGOSAMENTE. O BC voltou a se comprometer com o futuro incerto contratando um aumento de 25 pontos-base para a Selic em julho. A sinalização está nessa frase: “Para a próxima reunião, o Comitê antevê como provável uma extensão do ciclo com um ajuste de menor magnitude”. Mais uma vez, o Copom se arrisca a ser atropelado pelos fatos, como foi agora, quando a aceleração inflacionária e a piora das expectativas o impediram de encerrar o ciclo de aperto monetário, como havia planejado. (Rosa Riscala)

O Comitê Federal de Mercado Aberto elevou os Fed Funds em 50 pontos-base, para o intervalo entre 0,75% e 1,00% ao ano.

O Dow subiu na quarta-feira, quando o Federal Reserve elevou as taxas de juros pela segunda vez este ano, mas o presidente Jerome Powell esfriou os temores de aumentos de taxas mais agressivos nas próximas reuniões.

O Dow Jones Industrial Average ganhou 2,8%, ou 932 pontos, o S&P 500 subiu cerca de 4%, o Nasdaq subiu 3,2%.

A tecnologia subiu, liderada pela Apple (NASDAQ:AAPL), que recebeu um impulso quando os rendimentos do Tesouro caíram depois que Powell disse que o Fed “não estava considerando ativamente” um aumento de 75 pontos base nos próximos meses, embora tenha acrescentado que aumentos de 50 pontos base estavam na mesa nas “próximas reuniões”.

O setor lutou por direção antes dos comentários do chefe do Fed depois de entregar um aumento de taxa de 50 pontos base amplamente esperado e disse que iniciaria seu programa de redução de balanço em junho.

“Em apoio a essas metas, o Comitê decidiu aumentar a faixa-alvo da taxa de fundos federais para 3/4 a 1% e antecipa que os aumentos contínuos na faixa-alvo serão apropriados”, disse o Fed em comunicado.

Para hoje:

As ações asiáticas acompanharam os ganhos de Wall Street nesta quinta-feira, depois que o banco central dos EUA elevou as taxas de juros em 50 pontos-base, mas soou em um tom menos agressivo do que alguns temiam, elevando o sentimento dos investidores e baixando o dólar.

Os mercados de ações europeus devem abrir em alta na quinta-feira, acompanhando os ganhos acentuados em Wall Street depois que o Federal Reserve elevou as taxas de juros em 50 pontos-base, mas moderou as expectativas de aumentos futuros ainda maiores.

O dólar enfrentava sua queda mais acentuada em mais de um mês na quinta-feira, depois que o Federal Reserve dos EUA elevou sua taxa básica de juros em 50 pontos-base, mas jogou água fria na ideia de que aumentos ainda maiores podem estar por vir.

O índice do dólar dos EUA caiu de uma alta de cinco anos e caiu 0,9% durante a noite, para 102,450. As moedas antípodas subiram, especialmente o dólar australiano, que desfrutou de seu maior ganho percentual em um dia em mais de uma década, à medida que os investidores diminuíram as apostas no Fed ficando à frente do banco central da Austrália.

O euro subiu quase 1% e comprou pela última vez US$ 1,0606. O iene lutou para voltar ao lado mais forte de 130 por dólar pela primeira vez em uma semana, última negociação a 129,26.

A libra esterlina subiu mais de 1%, para US$ 1,2605, e os mercados de swaps estão precificando um aumento de 25 pb do Banco da Inglaterra no final do dia.

A alta do Fed foi a maior desde 2000, enquanto os formuladores de políticas tentavam urgentemente conter a inflação. Mas na coletiva de imprensa depois, o presidente Jerome Powell disse que os membros do Fed não estão considerando ativamente movimentos de 75 pontos-base no futuro.

As perdas do dólar também deram suporte às criptomoedas. O Bitcoin teve seu melhor dia em mais de cinco semanas, subindo 5% para ficar um pouco abaixo de US$ 40.000.

Os preços do petróleo subiram na quinta-feira, ampliando os ganhos da sessão anterior, com uma proposta da União Europeia de novas sanções contra a Rússia, incluindo um embargo ao petróleo em seis meses, compensando as preocupações com a demanda chinesa.

O preço do ouro está capitalizando uma correção vencida no dólar americano, já que o Fed jogou água fria em apostas agressivas de aperto. O presidente do Fed, Jerome Powell, disse explicitamente na quarta-feira que o banco central dos EUA não está considerando uma alta de 75 bps em junho, soando um tom menos agressivo do que os mercados esperavam. Os rendimentos do Tesouro dos EUA também sofreram, enquanto os índices de Wall Street galopam em um perfil de mercado de risco. O dólar também sentiu a dor da demanda reduzida por portos seguros, auxiliando a recuperação do preço do ouro. Olhando para o futuro, as folhas de pagamento não agrícolas dos EUA oferecerão novos insights sobre a orientação futura do Fed. Enquanto isso, o sentimento mais amplo do mercado e os temores de crescimento liderados pelos bloqueios de covid da China continuarão a influenciar os negócios de ouro.

Bons Negócios  !!_____________Yochanan Pinchas

 

 

 

 

 

Compartilhar: