DÓLAR OURO PETRÓLEO B3 28/10: NOVA SELIC AFETARÁ A B3?

XAU/USD__________1790,64_____EUR/USD______1,15939

XAG/USD__________24,016______GPB/USD_______1.37640

USOIL_____________84,317______USD/BRL_______5,64590

UKOIL_____________85,692________USD/ILS______3,19970

COBRE____________4.47473_____USD/CHF_________0,91990

As bolsas americanas perderam força no fim do dia, com os investidores realizando lucros depois dos recordes de ontem e avaliando balanços abaixo do consenso divulgados hoje. Dow Jones e S&P500 fecharam em baixa, interrompendo sequências de três e dois dias de altas, respectivamente, enquanto o Nasdaq zerou os ganhos e fechou estável, com os papéis de tecnologia ajudados pela queda nos juros longos americanos. Mesmo assim, o S&P500 caminha para o melhor mês desde novembro. O Ibovespa também fechou praticamente estável, aguardando o Copom, que decidiu elevar a Selic para 7,75% e anteviu uma alta de igual magnitude na próxima reunião.

 

🗓️ Na agenda de quinta-feira, destaque para o IGP-M de outubro, que deve voltar a subir depois da deflação de 0,64% em setembro. O Banco Central Europeu define sua taxa de juros. Nos Estados Unidos, saem os dados do PIB do terceiro trimestre, as vendas pendentes de imóveis e a Sondagem Industrial do Fed de Kansas City. No Brasil, antes da abertura, sai Ambev e, lá fora, Caterpillar Comcast, Merck, Shell e Mastercard. Depois do fechamento, tem Petrobras, Vale, Suzano aqui e lá fora Apple, Amazon e Starbucks, entre outras.

 

🗽 As bolsas americanas aceleraram a queda no fim do pregão, de olho em discussões sobre tributação de fortunas e com o impulso dos bons balanços das empresas perdendo o ímpeto. O Dow Jones recuou 0,74% e o S&P500, 0,51%. O Nasdaq 100, porém, subiu 0,25%, impulsionado pela Microsoft, Alphabet e Tesla. O petróleo Brent caiu 2,08% e o WTI, 2,35%, refletindo aumento acima do esperado de estoques nos EUA.

O ouro subiu na manhã de quinta-feira na Ásia, impulsionado por uma queda nos rendimentos dos títulos dos EUA. No entanto, o forte apetite pelo risco nos mercados de ações manteve os ganhos do ouro em xeque.

O dólar, que normalmente se move inversamente ao ouro, subiu na quinta-feira, enquanto os rendimentos de referência do Tesouro dos EUA de 10 anos caíram para uma baixa de quase duas semanas.

“Estamos em um período de consolidação para o ouro, mas acho que, eventualmente, o aperto da política e as preocupações com a inflação devem ser positivas para o ouro”, disse o analista sênior de mercado da OANDA, Edward Moya, à Reuters.

“Os ganhos têm sido bastante impressionantes e isso está surpreendendo muitas pessoas … As ações de tecnologia dos EUA são o lugar favorito para ir para muitos investidores, o que está reduzindo a demanda por um porto seguro agora”, acrescentou.

Os investidores aguardam agora a decisão de política do Banco do Japão e do Banco Central Europeu (BCE), que deverá ser proferida no final do dia. Ambos os bancos centrais devem manter a política inalterada, com o BCE provavelmente recuando contra as expectativas de um aumento da taxa de juros em 2022, de acordo com a Reuters. Eles também aguardam a reunião de política do Federal Reserve dos EUA em 3 de novembro para mais pistas sobre o cronograma de redução de ativos.

Em outros metais preciosos, a prata ficou estável em US $ 24,04 por onça, enquanto a platina subiu 0,2% e o paládio subiu 0,4%.

Os preços do petróleo caíram na quarta-feira pelo segundo dia consecutivo, com o Brent atingindo seu ponto mais baixo em duas semanas, depois que números oficiais mostraram um salto surpreendente nos estoques de petróleo dos EUA.

Os estoques de petróleo bruto aumentaram 4,3 milhões de barris na semana passada, disse o Departamento de Energia dos EUA, mais do que o dobro do ganho de 1,9 milhão de barris previsto por analistas.

O dólar subiu nas primeiras horas europeias de quinta-feira, com as decisões de política dos bancos centrais da Austrália, Japão e Europa sacudindo o comércio.

USD / JPY foi negociado 0,2% mais baixo em 113,56 depois que o Banco do Japão manteve suas taxas de juros e planos de compra de ativos inalterados na quinta-feira. O banco central também cortou sua projeção para o crescimento econômico neste ano fiscal e também reduziu sua previsão de inflação de 0,6% para zero no ano encerrado em março de 2022, sugerindo que ficará atrás de outros bancos centrais no controle de suas políticas monetárias acomodatícias.

EUR / USD foi negociado estável em 1,1604, logo acima de sua baixa de 15 meses de 1,1523, atingida no início deste mês, antes da reunião de definição de política do Banco Central Europeu na quinta-feira.

Espera-se que o BCE use sua reunião de dezembro para anunciar as principais decisões sobre suas políticas de estímulo de emergência, mas o forte aumento nas pressões inflacionárias elevou as expectativas de aumento das taxas.

“Ainda parece um tanto rebuscado que o BCE mudará suas taxas de referência já no próximo ano”, disseram analistas do Nordea, em uma nota, “e [a presidente do BCE, Christine] Lagarde provavelmente buscará reduzir os preços de mercado atuais. ”

Bons Negócios  !! _____________Yochanan Pinchas

 

Compartilhar: