MELHORES DO DIA 06/01: FED DERRUBA AS BOLSAS! COMO OPERAR NESTA MARÉ!

– Pré-mercado tenta recuperação após Nasdaq tombar 3,30%

– Europa recua, rendimentos dos Treasuries seguem subindo

– Agenda no exterior tem PMIs, desemprego e falas do Fed

– IBGE divulga a produção industrial de novembro às 09h00

– Petrobras, Novonor planejam venda da Braskem neste mês

Os mercados globais de ações estendem a aversão a risco, que deve se estender aos negócios locais, refletindo a agressiva ata da mais recente decisão de juros do Federal Reserve, banco central americano, que desencadeou liquidação de papéis de tecnologia em Wall Street, mais sensíveis a altas de juros, e arrastou os demais índices. Ibovespa, já pessimista considerando riscos fiscais, fechou muito perto de devolver os 101 mil pontos. Na sessão estendida após o fechamento, os juros futuros de médio e longo prazos ampliaram altas.

🏦 A ata do Fed indicou que o combate à inflação nos EUA exigirá alta de juros mais cedo e mais forte, em março e não em junho, e foi além: colocou no radar uma antecipação da redução do balanço patrimonial da instituição.

Federal Reserve divulgou a ata da sua última reunião ontem, 05, com um tom mais duro do que o esperado. A autoridade monetária disse que “pode ser necessário aumentar a taxa de juros mais cedo ou em um ritmo mais rápido do que os participantes haviam antecipado”. Isso fez com que os investidores tentassem reduzir a exposição aos riscos, espalhando mau humor pelo mercado.

__________________________________

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) negou, em decisão provisória, o pedido de um servidor do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) para que ele pudesse entrar no local de trabalho sem apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19. A decisão é do ministro Humberto Martins, presidente da Corte, e foi publicada no dia 3 de janeiro.

O Carnaval de rua foi considerado “impensável” pelo Comitê Científico de São Paulo. O órgão, que analisa os avanços da disseminação da Covid-19 no estado, declarou que tanto os desfiles quanto os blocos de rua são vistos com cautela em razão do risco de promoverem aglomerações e, assim, disseminarem o coronavírus.

_____________________________________________________

A Polícia Federal escolheu o delegado Martin Bottaro Purper para dar continuidade às investigações sobre o atentado contra o presidente Jair Bolsonaro que ocorreu em Juiz de Fora (MG), nas eleições de 2018. A reabertura do caso foi determinada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em novembro do ano passado, a pedido da defesa do presidente.

_____________________________

As ações dos EUA caíram acentuadamente na quarta-feira, com o Nasdaq despencando mais de 3% em sua maior queda percentual em um dia desde fevereiro, depois que as atas das reuniões do Federal Reserve dos EUA sinalizaram que o banco central pode aumentar as taxas de juros mais cedo do que o esperado.

O S&P 500 caiu mais de 1%, sua maior queda percentual diária desde 26 de novembro, o primeiro dia de negociações após a notícia da variante Omicron do coronavírus.

O S&P 500 e o Nasdaq rapidamente ampliaram suas quedas após o lançamento das atas, que os investidores consideraram mais agressivos do que temiam. O índice Dow Jones, que atingiu uma alta recorde no início do dia, reverteu o curso e caiu mais de 1%.

A liquidação foi ampla, com todos os setores da S&P terminando no vermelho, e o indicador de medo de Wall Street, o índice de volatilidade Cboe, fechando em seu nível mais alto desde 21 de dezembro.

Nas atas da reunião de política do Fed de 14 a 15 de dezembro, os formuladores de política do banco central disseram que um mercado de trabalho “muito apertado” e a inflação inabalável podem exigir que o Fed aumente as taxas mais cedo e comece a reduzir seus ativos gerais como um segundo freio para a economia .

“As indicações de que o Fed está muito preocupado com a inflação podem rapidamente criar uma visão de que o Fed vai apertar agressivamente em 2022”, disse David Carter, diretor de investimentos da Lenox Wealth Advisors em Nova York, chamando a ata de “mais hawkish do que o esperado.”

O setor de tecnologia S&P 500 caiu 3,1% e foi o maior obstáculo no índice de referência, enquanto o setor imobiliário sensível à taxa caiu 3,2% em sua maior queda percentual diária desde 4 de janeiro de 2021.

O Dow Jones Industrial Average caiu 392,54 pontos, ou 1,07%, para 36.407,11, o S&P 500 perdeu 92,96 pontos, ou 1,94%, para 4.700,58 e o Nasdaq Composite caiu 522,54 pontos, ou 3,34%, para 15.100,17.

O aumento das taxas de juros aumenta os custos de empréstimos para empresas e consumidores, e taxas mais altas podem diminuir os múltiplos de ações, especialmente para tecnologia e outras ações em crescimento.

As ações de crescimento estão sob pressão de um recente aumento nos rendimentos do Tesouro dos EUA.

O índice Russell 2000 também sofreu sua maior queda em um dia desde 26 de novembro, enquanto o índice financeiro S&P 500 caiu 1,3%, um dia depois de registrar uma alta de fechamento em todos os tempos.

Em dezembro, os legisladores concordaram em acelerar o fim de seu programa de compra de títulos da era pandêmica e emitiram previsões antecipando aumentos nas taxas de três quartos de ponto percentual durante 2022. A taxa de juros overnight de referência do Fed está atualmente próxima de zero.

No início do dia, um relatório do ADP National Employment mostrou que a folha de pagamento privada aumentou em 807.000 empregos no mês passado, mais do que o dobro do que economistas consultados pela Reuters previam.

O relatório vem antes dos dados da folha de pagamento não-agrícola mais abrangentes e monitorados de perto do Departamento de Trabalho para dezembro na sexta-feira.

As emissões decrescentes superaram as emissões avançadas na NYSE em uma proporção de 4,32 para 1; no Nasdaq, uma proporção de 4,22 para 1 favoreceu os declínios.

O S&P 500 registrou 59 novos máximos de 52 semanas e 1 novo mínimo; o Nasdaq Composite registrou 81 novos máximos e 307 novos mínimos.

O volume nas bolsas dos EUA foi de 12,18 bilhões de ações, em comparação com a média de 10,4 bilhões da sessão inteira nos últimos 20 dias de negociação.

________________________________

Firmado no fim de 2020, o acordo de compensação dos prejuízos de estados com a Lei Kandir teve o último entrave retirado. O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje (5) a Lei Complementar 190 de 2022, que regulamenta a cobrança do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em operações entre estados diferentes.

O texto foi sancionado sem vetos. A nova lei traz esclarecimentos à Lei Complementar 176, sancionada no fim de 2020, que estabeleceu o acordo fechado entre a União e os estados em maio do mesmo ano para repor perdas dos governos estaduais com a Lei Kandir.

A nova lei regulamenta a cobrança do ICMS em operações e prestações de serviço a consumidor final de outro estado, que não contribui com o imposto. O texto define detalhes como fato gerador, a base de cálculo do imposto e o tipo de contribuinte responsável pelo recolhimento.

A lei também especifica em que situações o estado que receber o bem ou o serviço deverá arrecadar parte do ICMS, mesmo nos casos em que mercadorias passem por outros estados até o destino final.

Pelo acordo fechado em 2020, a União repassará, entre 2020 e 2037, R$ 58 bilhões aos estados exportadores para compensar perdas da Lei Kandir. Outros R$ 4 bilhões dos leilões do campo de petróleo da camada pré-sal de Atapu e Sépia serão partilhados entre os estados. Os leilões ocorreram em dezembro do ano passado, após diversas tentativas.

O pagamento será feito em parcelas anuais e decrescentes. De 2020 a 2030, os estados receberão R$ 4 bilhões por ano. Entre 2031 e 2037, o valor será diminuído em R$ 500 milhões por ano, até o último pagamento.

Pelo acordo, os estados terão dez dias, contados a partir de hoje, data da publicação da lei, para retirarem as ações judiciais que pediam compensações da Lei Kandir. Sancionada no fim dos anos 1990, a Lei Kandir desonera de ICMS, tributo administrado pelos estados, de mercadorias primárias e semielaboradas.

A União compensou as perdas de receita por várias décadas. No entanto, o valor era negociado anualmente com os estados. Isso levou diversos governadores a recorrerem à Justiça, alegando que os repasses eram bastante inferiores à perda de arrecadação.

___________________________

Um atirador palestino foi morto em uma troca de tiros com soldados das FDI durante uma operação para prender um homem procurado em Nablus na manhã de quinta-feira, de acordo com um porta-voz das FDI.

O atirador, Bachar Hashash, deu início ao tiroteio e foi morto a tiros na entrada do campo de refugiados de Balata, segundo relatos da mídia palestina.

O irmão de Hashash alegou que há algum tempo era procurado por Israel, de acordo com um relatório da Ynet.

Não houve vítimas IDF no incidente e o homem procurado foi capturado.

Outro incidente terrorista ocorreu em Nablus no mês passado, onde outro atirador palestino foi morto após uma operação por combatentes disfarçados da polícia de fronteira junto com forças das FDI.

Quando as forças de segurança deixaram o local, manifestantes jogaram explosivos, que foram recebidos com resposta de tiros pelos policiais. Isso ocorreu após uma operação conduzida pela Polícia de Israel na casa de um homem anteriormente procurado por seu envolvimento em um ataque anterior às forças de segurança.

Três outros palestinos também foram feridos na escaramuça.

Compartilhar: