MELHORES DO DIA 22/02: A BRUXA ESTA SOLTA NESTA PETROBRAS

1-  A Petrobras informou, que controlou um princípio de incêndio na plataforma P-48, localizada no campo de Caratinga, na Bacia de Campos. O acidente ocorreu nO sábado (20). Segundo a empresa, um trabalhador chegou a sofrer queimaduras leves, foi atendido na enfermaria da plataforma e desembarcado de forma preventiva. A estatal classifica a ocorrência como um princípio de incêndio, que se deu durante atividade de manutenção em uma tubulação. O trabalhador que se feriu realizava essa atividade e, de acordo com a empresa, está bem e em casa. A Petrobras afirma ainda que o princípio de incêndio foi debelado imediatamente pela equipe de resposta a emergências da plataforma.  A produção na plataforma teve que ser interrompida para avaliação das causas do acidente e reparo da tubulação, mas não houve danos a sistemas ou equipamentos. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) informou que o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) vai solicitar participação na comissão de acidente para acompanhar a investigação das causas do incêndio, que a federação classifica como “de grandes proporções”.  A FUP afirma que a brigada de incêndio levou cerca de uma hora e meia para debelar o fogo e que, segundo relatos, o trabalhador teria sofrido queimaduras no pescoço, ombros, braços e costas.

2-  As maiores refinarias de petróleo dos Estados Unidos liberaram toneladas de poluentes nos céus do Texas nesta semana, de acordo com dados disponibilizados ao Estado, enquanto uma crise ambiental, causada pelo frio excessivo, provocou outra.  Refinarias e usinas petroquímicas ao longo da costa do Golfo nos EUA correram para interromper a produção, enquanto uma massa de ar do Ártico se espalhou para uma região não acostumada com as temperaturas tão baixas. O frio extremo, que matou pelo menos vinte pessoas no Texas e deixou 4 milhões de pessoas sem energia em seu auge, também atingiu a geração de gás natural e energia elétrica, cortando o fornecimento necessário para o funcionamento das instalações.  Os apagões levaram a queimas ou liberação de gases, para prevenir danos às suas unidades de processamento. A queima escureceu os céus do leste do Texas com fumaça visível por quilômetros.

3-  Gastos pessoais com lazer e viagens, que foram os que mais encolheram no segundo trimestre de 2020, voltaram para o patamar pré-pandemia. Entretanto, o número de pessoas que realizou esse tipo de despesa no ano passado caiu, segundo dados levantados pelo Guiabolso a pedido do 6 Minutos. O gasto com lazer, por exemplo, que era de R$ 171 em fevereiro e março, caiu para R$ 149 em abril. Mas, em dezembro, esse tipo de despesa subiu e foi a R$ 195. Com viagens, as despesas mensais eram de R$ 635 em fevereiro de 2020 e caíram para R$ 477 em junho. Em dezembro, as pessoas já estavam desembolsando os mesmos R$ 635 com turismo. http://bit.ly/3uuFWtc

4-  Quer passar no programa de estágio ou trainee dos sonhos? Por conta da pandemia, a maioria das etapas dos processos seletivos agora acontece totalmente a distância. Com isso, surgem inúmeras dúvidas sobre as seleções online. E se o Wi-Fi não funcionar? Será que consigo ser eu mesmo na frente da câmera? O que devo demonstrar em cada um desses testes? Para responder essas e mais perguntas, o 6 Minutos ouviu recém-contratados, recrutadores e especialistas. Veja algumas dicas coletadas a partir da experiência e do conhecimento deles. https://bit.ly/37yiPUy

5-  Todo mundo já comprou um vestido lindo para ir a uma festa ou casamento. Mas aí o evento acaba e a peça vai parar no fundo do armário para nunca mais sair de lá. Assim, temos o clássico: carteira vazia e guarda-roupa entulhado. Foi pensando em solucionar esse problema que Carol Esteve criou a loja online Buy My Dress no final de 2019. O site faz a ponte entre quem quer vender um vestido praticamente novo e quem está buscando preços mais amigáveis para a compra. A iniciativa tem feito sucesso e, mesmo após ser surpreendida pela pandemia, a empresária vê as vendas crescerem em média 20% ao mês. http://bit.ly/3bvlwaA

6-  As gigantes das commodities Vale e Petrobras divulgam os resultados financeiros do quarto trimestre de 2020 nesta semana. O balanço da Petrobras sai na quarta-feira (24) e o da Vale, na quinta-feira. O calendário completo está aqui. https://bit.ly/3aGBAam

7-  Entidades de representação de motoristas de aplicativos marcaram paralisações em diversas capitais do país para protestar contra o congelamento das tarifas de corrida. Segundo essas entidades, as tarifas do Uber e 99 não são reajustadas há 5 anos. Em São Paulo, a greve foi marcada para sexta-feira (26). http://bit.ly/37BavmZ

8-  O famoso feirão de vagas do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) será pela internet neste ano. A Maratona de Vagas começa hoje e vai até o dia 26 de fevereiro. http://bit.ly/2ZBktAr

9-  Os próximos dias prometem ser turbulentos. O presidente Jair Bolsonaro afirmou no final de semana que vai “meter o dedo na energia elétrica” e prometeu mais mudanças após ter anunciado a troca de presidência na Petrobras. http://bit.ly/3qFhjHK

10-  Um em cada dez trabalhadores dos Estados Unidos – cerca de 17 milhões, ao todo – provavelmente será forçado a deixar seus empregos e assumir novas ocupações até 2030 como consequência dos efeitos da pandemia de coronavírus. http://bit.ly/3seJbmC

11-  O chefe da fabricante de aviões europeia Airbus pediu um “cessar-fogo” neste sábado na guerra comercial com os Estados Unidos sobre subsídios a aeronaves, que resultou em bilhões de dólares em tarifas olho por olho, dente por dente em aviões e outros bens. http://bit.ly/2M9R7Gc

12-  Boa notícia: o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, disse que o seu governo pretende dar a primeira dose de vacinas para a covid-19 a todos os adultos do país até o dia 31 de julho. http://bit.ly/3umXqY8

13-  Má notícia: especialista responsável pela resposta do governo dos Estados Unidos à pandemia de coronavírus, Anthony Fauci cogitou a possibilidade da população americana ter de seguir usando máscaras em 2022, apesar da esperada evolução do programa de vacinação no país. http://bit.ly/2OZVV24

14-  A semana começa de forma cautelosa também no exterior, com os já encerrados mercados asiáticos amargando perdas expressivas especialmente na China (-1,45%), tendo como exceção o Japão, que encerrou em alta de 0,46%. As baixas também são observadas nos recém abertos mercados europeus e nos futuros em Nova York, com o futuro do índice Nasdaq com perdas superiores a 1%.

15-  Nos EUA, os rendimentos do treasuries para 10 anos atingiram o valor mais alto em cerca de um ano e o indicador de ações do Morgan Stanley para a Ásia caiu, apesar da recente alta nos metais. Entre as commodities, o cobre atingiu o maior nível em mais de nove anos e o petróleo bruto avançou, oscilando em torno de US $ 60 o barril. O Bitcoin alcançou outro recorde no fim de semana, estimulando uma recuperação nos ativos ligados à criptomoedas asiáticas.

16-  Os títulos soberanos seguem refletindo as expectativas de que vacinas e mais estímulos fiscais estimularão a recuperação global, mas trarão muito provavelmente, o retorno da inflação. Em Israel, a vacina Pfizer/BioNTech começa a mostrar efeitos positivos e o país se prepara para reabrir por completo suas atividades. O progresso contra a doença ajudou os mercados de ações e commodities este ano, mas os investidores também estão se perguntando se o comércio de reflação aumentará os rendimentos a um ponto que poderia prejudicar o apetite pelo risco.

17-  Espera-se que os legisladores dos EUA façam progresso em seu projeto de estímulo de US $ 1,9 trilhão nesta semana, com o governo do presidente Joe Biden podendo revelar um novo pacote trilionário em março, centrado em ações voltadas à infraestrutura.

18-  Por aqui, além de toda a agitação envolvendo as recentes falas do presidente Bolsonaro em relação à interferência do governo em estatais, numa ação rara, o Ministério da Saúde resolveu solicitar de forma pública ao Palácio do Planalto um auxílio para a compra de novas vacinas contra a covid-19.

19-  A pasta, comandando pelo general Eduardo Pazuello, declarou por meio de nota divulgada na noite deste domingo, 21, que deseja comprar imunizantes da Janssen e da Pfizer, mas que as propostas apresentadas pelas empresas vão além de sua capacidade de prosseguir as negociações para contratação. Por isso, recorreu à Casa Civil.

20-  Além de pedir orientação de forma aberta, o Ministério disse esperar uma resposta do Planalto entre segunda-feira, 22, e sexta-feira, 26, para saber como deve proceder para solucionar impasses nas negociações iniciadas em abril do ano passado com os dois laboratórios. De acordo com a Saúde, as transações estão “emperradas” por falta de flexibilidade das empresas.

21-  “Queremos salvar vidas e comprar todas as vacinas comprovadamente efetivas contra o coronavírus aprovadas pela Anvisa. Desde abril de 2020, começamos a conversar com a Janssen e, um mês depois, com a Pfizer, mas as duas empresas fazem exigências que prejudicam interesses do Brasil e cederam pouquíssimo nisso, ao contrário de outros fornecedores”, trouxe o texto assinado pelo secretário executivo do Ministério, Elcio Franco.

Fontes: Agencia Brasil, Investing.com, 6 minutos, Traders Club, Money Times e Filipe Teixeira – Wisir Research

Be the first to comment

Leave a Reply