UM FILME DE TERROR CHAMADO BRASIL

Nos anos de 1970’s a Engenharia Econômica, no Brasil, estava engatinhando. Se pudéssemos comparar nosso atraso com os USA, eu diria que , naquela época, estávamos 40 anos atrasados.

Enquanto o “Perry’s Chemical Engineers Handbook” editado nos anos de 1930’s , nos USA,  já dava  exemplos de aplicação de investimentos mais lucrativos,  fórmulas matemáticas para calcularmos esses valores,  juros compostos, tábuas de logaritmos, tudo  para resolvermos essas equações, nós aqui, naquela época,  usávamos a “orelhada”, o “faro para os bons negócios”, a “cartomante”…..

Até um conhecido banqueiro, na época,  dizia que ganhar dinheiro era fácil :  bastava ” comprar por 10, vender por 12 , que vc ganhava 2″ !

Para mascarar nossa ignorância em Engenharia Econômica,  inventaram um linguajar incompreensível : o “economês” !

Quanto mais “economês” se falasse , mais pontos se ganhava com  o governo de então, e se virava ministro da Fazenda, do Planejamento, presidente do Banco Central, do BNDES, etc….

Nem precisa dizer que o Brasil virou um caos econômico !

E o pior de tudo, é que o “economês” fez escola , e até hoje, tem seus  pupilos : desde gerentes de banco até ministros, passando por políticos, juízes, professores, economistas, administradores,  sociólogos, barbeiros,  jornalistas, etc…

O “economês” dificultou o fácil, complicou o simples, e só serviu pra atrasar nosso progresso .

Querem um exemplo ?

Nos anos 70’s , um problema típico de Engenharia Econômica, era aquele do acertador solitário da Loteria Esportiva. O fulano ganhou uma bolada. Como, e no quê,  deveria aplicar o seu dinheiro para ter o maior lucro possível ?

Era um problema de 8 equações e com 8 variáveis. A vida era mais simples naquela época, e o resultado foi que o fulano deveria aplicar o seu dinheiro em :

  • 65 % em imóveis visando alugueres;

*  25 % em aplicações diversas tipo:  Bolsa de Valores, Títulos do Governo, moedas fortes (dólar e libra esterlina), ações, gado, ouro, diamantes, obras de arte, sociedades em empresas, telefones, consórcios de carros, etc.;

* 10 % na poupança .

E o fulano fazendo isso viveria despreocupado, economicamente,  pelo resto da vida…..

Hoje  é muito diferente !

O Brasil  em 2017 , graças aos governos comunistas que tem, acabou com o trabalho de gerações. Vai levar também gerações para se recuperar. A situação do Brasil é extremamente incerta. Produzir no Brasil , com essa carga tributária, com esses encargos trabalhistas, logística, concorrência com produtos da China,  etc., fazem com que o lucro líquido dos empresários seja por volta de 15 % / ano. Há mais atrativo em aplicações financeiras , do que correr o risco de se produzir no Brasil.

Assim , para o fulano, que acerte sozinho na loteria, em 2017, o resultado atual do problema de Engenharia Econômica, para se garantir o maior lucro possível,   é :

  • 05 % em imóveis visando alugueres;
      * 45 % em aplicações diversas tipo : Bolsa de Valores, ações, aplicações financeiras, fundos de investimentos, obras de arte, etc.;

* 50  % Cash ou  artigos facilmente convertíveis em Cash : Títulos do Governo Americano, Moedas fortes (dólar, libra esterlina e euro), ouro , diamantes, prata, etc…

O Brasil se converteu num filme de terror que não acaba nunca , e os investidores estão abandonando a platéia….

E “cosi la nave va”…….

 

Bons Negócios  !!                                      Jose Alckmin

Compartilhar:

Be the first to comment

Leave a Reply