VÍRUS CHINÊS 16/09: OXFORD AUTORIZADA A USAR COBAIAS BRASILEIRAS ACIMA DE 69 ANOS!

Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou ampliar para 10 mil pessoas o número de participantes dos testes com a vacina de Oxford no Brasil. Inicialmente os testes no país previam a participação de 5 mil pessoas. 

A vacina recebeu este nome por ser desenvolvida em um consórcio com pesquisadores da universidade inglesa de Oxford. O laboratório por trás dos testes é o também britânico AstraZeneca.

Além do acordo para aquisição e fabricação do imunizante no país, o Brasil é uma das nações onde os testes estão sendo realizados. A instituição responsável por conduzir as análises com voluntários brasileiros é a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Até o momento, os testes eram realizados em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. Com a ampliação do número de participantes, o imunizante será testado também no Rio Grande do Sul e no Rio Grande do Norte.

A agência reguladora permitiu também que o consórcio amplie a faixa etária dos participantes do ensaio clínico. Com isso, serão incluídos entre o rol de voluntários pessoas com idades acima de 69 anos.

Acordo

O governo federal fechou um acordo para a aquisição de insumos visando a fabricação da vacina no Brasil. Pelo plano inicialmente adotado, seriam adquiridos princípios ativos para 30 milhões de doses até o início do ano que vem e a transferência de tecnologia para a fabricação pela Fundação Oswaldo Cruz de mais 70 milhões de unidades do imunizante no ano que vem.

Há uma semana, o laboratório AstraZeneca suspendeu os testes com a vacina, em razão de reações adversas em um voluntário na Inglaterra. No sábado (12), a Autoridade Sanitária do Reino Unido autorizou a retomada dos testes e ontem o estudo recomeçou também no Brasil.

Edição: Denise Griesinger

Israel: uma em cada 10 pessoas testadas para o novo coronavírus na terça-feira apresentou resultado positivo, informou o Ministério da Saúde na segunda-feira. Havia 535 pessoas em estado grave, incluindo 138 usando ventiladores. O número de mortos aumentou para 1.147.

Pode não ser até 2022, quando o mundo pode começar a pensar em retornar à vida “pré-Covid“, disse o cientista-chefe da OMS.

Pelo menos 6.606.293 casos, incluindo 195.937 mortes, já foram registrados nos Estados Unidos.

A Índia ultrapassa 5 milhões de casos de coronavírus.

Um membro da Força de Defesa Australiana (ADF) quebrou suas restrições de quarentena em Sydney na terça-feira ao permitir que uma hóspede mulher em seu quarto de hotel, de acordo com a polícia de New South Wales.
“Dois avisos de violação de pena (PINs) foram emitidos depois que um membro em serviço da Força de Defesa Australiana (ADF) entreteve um convidado durante a quarentena obrigatória em um hotel de Sydney durante a noite”, disse um comunicado à imprensa da polícia de NSW.

Bons Negócios !! _____________Yochanan Pinchas

 

Be the first to comment

Leave a Reply