VÍRUS CHINÊS 2: DADOS DO BRASIL ABALAM CONFIANÇA NA VACINA CHINESA E BUTANTÃ VIRA CHACOTA INTERNACIONAL

Nota do Editor: o Butantã, já visitado por Albert Einstein, com Carlos Chagas , Oswaldo Cruz, Adolf Lutz, Vital Brasil, entre outros mais. Antes uma respeitosa instituição internacional, nas mãos do doriana e do covas vira chacota internacional…uma pena! 

Dados do Brasil abalam confiança na vacina chinesa contra o coronavírus Sinovac

Tatiana Arias da CNN em Atlanta, Steve George e Nectar Gan em Hong Kong e Yong Xiong em Seul

Uma vacina Covid-19 desenvolvida pela Sinovac Biotech da China foi apenas 50,38% eficaz em testes em estágio final no Brasil, significativamente menor do que os resultados anteriores mostraram, de acordo com um comunicado publicado pelo governo de São Paulo na terça-feira.

Embora o número atenda ao limite exigido pelos reguladores globais para aprovação, ele fica bem abaixo do número de 78% anunciado na semana passada.

Isso está levantando questões quanto à veracidade dos dados e alimentando o ceticismo sobre a aparente falta de transparência em relação às vacinas chinesas.

“O Instituto Butantan e o Governo de São Paulo relatam que a vacina contra coronavírus atingiu 50,38% de eficácia geral no estudo clínico realizado no Brasil, além de [uma taxa de eficácia de] 78% para casos leves e 100% para moderados e casos graves de Covid-19. Todas as taxas são superiores aos 50% exigidos pela OMS (Organização Mundial da Saúde) ”, afirma o comunicado divulgado terça-feira.
Os resultados da redução da velocidade de barbear para aprovação regulatória devem causar preocupação entre os cientistas, já que na semana passada o Instituto Brasileiro divulgou resultados parciais de “eficácia clínica” celebrando de 78% a 100% de eficácia na prevenção de infecções. A vacina foi estudada em 12.500 voluntários, todos profissionais de saúde, em todo o Brasil.

Por que os dados mudaram: em um resumo do estudo clínico publicado pelo governo de São Paulo e pelo Instituto Butantan, foram incluídos os dados de outro grupo de participantes que relataram casos “muito leves” de infecção, resultando, portanto, em uma taxa de eficácia menor para o vacina.

“Em relação à eficácia geral da análise, atendemos aos requisitos da Organização Mundial da Saúde com 50,38%”, disse Ricardo Palacios, diretor médico de pesquisas clínicas do centro biomédico do Butantan em São Paulo, em entrevista coletiva.
Questões sobre eficácia: No entanto, na terça-feira, altos funcionários do Ministério da Saúde do Brasil disseram à CNN Brasil, afiliada à CNN, que “a eficácia é limítrofe” e que “está no limite” eles precisariam da agência reguladora de saúde do município, a ANVISA , avaliar.

Um representante da Sinovac disse que a empresa está discutindo o resultado, mas não quis comentar.

Na semana passada, a Anvisa disse ao Instituto Butantan que, para aprovar o uso emergencial de uma vacina, o índice de eficácia global precisava ser divulgado ao público – informações que o instituto não recebia do Sinovac na época, segundo fontes da CNN Brasil . Fonte:https://edition.cnn.com/world/live-news/coronavirus-pandemic-vaccine-updates-01-13-21/index.html

 

Bons Negócios  !!

Be the first to comment

Leave a Reply